Cultura de paz, mindfullness

Castelos de areia

Foto: Pixabay

Castelos de areia me lembram todas as planilhas que tentei fazer pra organizar a vida e o futuro. Arrumei tudo muito direitinho, botei no papel, marquei data, enfeitei… e a onda do mar desmanchou tudo. Até eu finalmente entender que essa é a lógica dos planos e dos castelos de areia: eventualmente, eles são muito bem executados e servem pra que fiquemos felizes ou nos sintamos muito orgulhosos… mas uma onda do mar fatalmente virá e desmanchará tudinho.

Quando a gente começa a se divertir com as ondas que destroem castelos, a vida passa a ficar mais leve. Não é um processo fácil, mas desconfio que ele é necessário. Porque as ondas sempre vão destruir os castelos. E a gente vai sempre construir outros. E chega a ser engraçado que a gente continue pensando que esses agora não serão mais destruídos… porque vão. O destino dos castelos de areia é serem destruídos pelas ondas do mar. E, no entanto, a gente insiste em acreditar que isso não vai acontecer.

Acho que este site é sobre construir castelos… e é também sobre admirar as ondas do mar. É sobre perceber que há alguma coisa que permanece mesmo quando os castelos são destruídos. A areia ainda está lá. O mar permanece. E a gente sempre consegue se reinventar.

Aqui vamos falar de pacificar e de estar em paz. E de tentar levar a vida de um jeito mais leve, mais suave… vendo as ondas do mar destruírem castelos e tentando achar uma certa graça nisso. Porque, no fundo, tudo tem uma certa graça. E se tem uma coisa que salva a gente é o humor. 🙂

Sejam bem-vindos a este lugar onde ninguém tem controle nada!

Um comentário em “Castelos de areia”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s